Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Assembleia arquiva impeachment contra Yeda - 21/10/2009

O plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul arquivou ontem o pedido de impeachment contra a governadora Yeda Crusius (PSDB), por acusação de corrupção, que havia sido apresentado pelo Fórum dos Servidores Públicos Estaduais em 9 de julho. O parecer da relatora Zilá Breitenbach (PSDB), contrário ao processo, foi aprovado por 30 votos a 17.

Na semana passada, a 4ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4.ª Região (RS, SC, PR) já havia excluído a governadora de ação por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal.

O parecer assevera que "não está presente justa causa a autorizar a admissibilidade do pedido de instauração de processo por crime de responsabilidade contra a governadora". A oposição acusa a tucana de envolvimento em fraude no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-RS) de R$ 44 milhões.

Durante a sessão de ontem, somente os representantes de partidos de oposição subiram à tribuna para pedir a admissibilidade do processo e desafiar os aliados de Yeda a pelo menos defenderem o parecer.

"O parecer é tão constrangedor para o governo que ninguém teve a coragem de defendê-lo", afirmou Raul Pont (PT), que acusou a base governista de cumplicidade com a corrupção no Estado.

A bancada da situação ouviu os discursos, não fez nenhum pronunciamento e, ao final, fez valer sua maioria para livrar a governadora definitivamente do desgaste de um processo.

PROTESTOS

Cerca de 250 pessoas, divididas entre favoráveis e contrários à abertura do processo, ocuparam as galerias da Assembleia e provocaram tensão. Um manifestante jogou um tomate no plenário, quase acertando o deputado Coffy Rodrigues (PSDB), e foi detido pela segurança. Uma pequena confusão entre os dois grupos deixou uma pessoa ferida com arranhões.

Os manifestantes de oposição gritavam "quadrilha" e "cadeia para a máfia do Detran", enquanto os aliados provocavam os petistas com os coros "mensalão" e "Petrobrás".

Batalha política vencida, os governistas cantaram o hino do Rio Grande do Sul com ênfase no verso "sirvam nossas façanhas de modelo a toda a Terra", enquanto de dentro do plenário também se ouvia o barulho da queima de fogos de artifício que partidários de Yeda fizeram ao lado do Palácio Piratini.



Fonte: O Estado de S. Paulo / Elder Ogliari
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.